Reinventar as Universidades

O texto a seguir é um comentário ao texto  “No Brasil, quanto mais você estuda, mais desempregado você fica? ” do senhor Richard Uchoa Vasconcelos .

 

 

adult blur books close up

Foto por Pixabay em Pexels.com

Gostei muito do texto e concordo plenamente que as Universidades devem se reinventar, tanto as públicas quanto privadas. Porém há uma generalização sobre o tema da reinvenção das Universidades que pode levar o leitor desantento, ou pouco familiarizado com o tema, com uma má impressão acerca das pós graduações dentro do Brasil.

Primeiramente, tanto ao nível da graduação quanto da pós graduação, as Universidades não podem servir exclusivamente (eu disse exclusivamente) ao mercado. Isto porque o mercado simplesmente muda ou deseja mudar mais rapidamente do que se pode esperar ou planejar. E apenas as empresas dispostas a investir é que podem aguentar ou se destacar na mudança do mercado. E mesmo as grandes não conseguem mudar a tempo. Ou seja, se é dificil para empresas, imagine para quem precisa desenvolver currículos, planejar cursos e ainda oferecer o ensino de modo que os “alunos possam acompanhar” (penso que isto é outro tema para escrever). O fato é que os cursos de Mestrado e Doutorado tem um viés acadêmico e isto aqui ou em outros lugares no mundo. Entretanto, lá fora, a interação entre a Universidade e as empresas é muito maior. Mas isto se deve a diversos fatores, o primeiro e talvez principal, é que há uma cultura de “eu fazer a tecnologia” ou “eu desenvolver um produto”. Ou seja, as empresas de um modo geral pensam em criar tecnologias novas ou desenvolverem produtos porque percebem que são pilares que levam ao aumento de faturamento e conseguentemente, ao lucro. Isto faz com que as empresas de um modo geral percebam que precisam de “cabeças pensantes” e estas cabeças estão nas universidades, pesquisando ou apenas pensando sobre assuntos que não estão a disposição. Com isto em mente, as empresas patrocinam estudantes e professores, através de bolsas de estudo, e também em investimentos em materiais, máquinas e insumos para que a pesquisa seja feita por eles , alunos e professores.  Então, as empresas não estão próximas porque os pesquisadores fazem coisas que interessam para empresas, mas porque as empresas vão até aos pesquisadores das Universidades e solicitam ou propõem temas para serem pesquisados. E isto também ocorre porque dentro destas empresas tem pessoas com formação adequada para explicar e levar ao pesquisador acadêmico o assunto de modo que haja o interesse para a pesquisa. Por isto, temos o desenvolvimento de produtos inovadores, mas muitas vezes o produto inovador contém itens que são diversos pequenos desenvolvimentos que demoraram ANOS para serem desenvolvidos dentro de laboratórios acadêmicos. Ainda assim, muitas empresas contratam mestres e doutores para que sejam seus funcionários e para participarem de projetos de pesquisa. Exemplos deste tipo de modelo são os laboratórios da IBM, da Dupont, da Roche, Bayer, etc. Muitos destes projetos de pesquisa são conduzidos em parceria com as Universidades e, em  algumas vezes não gerarão produtos viáveis. Exemplos destes tipo de modelo são vacinas: o que o pesquisador de dentro da empresa de vacinas faz é complementar o estudo do pesquisador acadêmico que está na Universidade. E uma vacina demora anos para ser desenvolvida, dentro dos diversos protocolos exigidos para que se torne um produto.

analysis blackboard board bubble

Foto por Pixabay em Pexels.com

Infelizmente no Brasil, não temos a cultura de criar tecnologia e também não temos (talvez) dinheiro para investimento suficiente para enfrentar anos de pesquisa. A indústria das startups é um grande motivador para diversos empreendedores, mas devemos perceber também que estas startups estão, na sua grande maioria, na área de Tecnologia da Informação, com desenvolvimento de software e IoT. Não quero dizer que nossa indústria de startups não é interessante, mas apenas quero chamar a atenção que temos startups onde o investimento é baixo (desenvolvimento de software) e Time to market é pequeno quando comparados com outras áreas.  Eu não tenho números aqui, mas por exemplo não se nota grande “movimento” de startups de novos materiais para indústria ou para construção civil, novos medicamentos, novas sementes para plantio, novas iniciativas para combate a Dengue e epidemias.  O que eu chamo a atenção é que as startups em sua maioria, utilizam-se da tecnologia criadas por outros e inova ao desenvolver um software novo ou disruptivo. Apesar de gerar momentum, não desenvolvemos tecnologia. Obviamente, o mercado não se interessa por isto. Agora, quem desenvolve novas sementes para plantio? Ou novos medicamentos?  Estas empresas sim desenvolvem tecnologia. Por favor, não me entendam mal: eu gosto de software e sou grande incentivador dos modelos de startups. Apenas faço aqui uma reflexão sobre o tema.

Ainda sobre a pesquisa puramente acadêmica, qual empresa teria interesse em pesquisa sobre fotografia de buracos negros (assunto recentemente na mídia, inclusive com participação de uma brasileira) ou sobre uma pesquisa de Antropologia vinculada a tribos em locais remotos na Amazônia? O mercado não tem interesse nestes assuntos, e portanto, universidades não podem estar voltadas apenas ao mercado. Então, quando falamos em reinventar as Universidades, devemos também cuidar de que Universidades não devem servir ao mercado mas sim, atualizar-se no sentido de uma cooperação maior com as empresas.

Por outro lado, as empresas também devem verificar que a Universidade é o local onde as pessoas foram capacitadas e treinadas a pensar aguçadamente sobre assuntos que podem trazer lucro a médio e longo prazo.

Eu vi e vejo um movimento das Universidades em motivarem seus alunos a um pensamento empreendedor. Na minha simplicidade, o que penso que está faltando para complementar a indústria das startups seriam Spin-offs de alta tecnologia nas mais diversas áreas. Estas áreas podem ser desde a Biologia passando pelas Engenharias e até as áreas da Saúde. Isto sim seria uma grande reinvenção nas Universidades:incentivo às spin-offs.

Eu entendo que cooperação seja uma grande fator para aumentar a inovação e a competitividade nas empresas. Entretanto, há necessidade de mudança de mindset do empresariado em perceber que hoje o mercado é global e muito mais complexo. Para isto, há necessidade de criar ou desenvolver tecnologia e modelos de negócio.

Meu entendimento é que a reinvenção das Universidades necessita observar diversos pontos:

  • ajuste de currículos  com velocidade para tentar atender em parte, ao mercado;
  • criação de modelos de mestrados profissionais, vinculados a programas de pós graduação com grande participação de empresas, inclusive com membros de colegiado
  • incentivo ao empreendedorismo e a criação de spin-offs
  • incentivo à geração de patentes.
  • alteração no formato de remuneração de pesquisadores
  • atenção maior ao Marco Legal de Ciência e Tecnologia de 2016, que poderia facilitar a integração entre empresas e as universidades

Observar que estes pontos deveriam ser observados tanto por universidades públicas quanto privadas.

Penso que há um caminho longo, mas interessante para promover a inovação e ao mesmo tempo a pesquisa acadêmica em parceria com empresas e institutos. Mas isto vai requerer mudanças. Para melhor.

 

Alguns links interessantes:

Laboratório de Luz Síncroton : Ambiente de pesquisa utilizado por diversas empresas

Fundação FioCruz

Laboratório da Boeing no Brasil

Sistemas Nacionais de Inovação: o caso Embraer

IBM Innovation centers

Regulamentação do Marco de Inovação

Artigo sobre Cooperação para inovação (em inglês)

 

 

 

Anúncios
Publicado em Innovation | Deixe um comentário

Não se engane ou se deixe enganar

Após um “pequeno recesso”, volto a escrever por aqui.

E o tema não poderia ser diferente 🙂

Há alguns dias, a Fox News divulgou os recentes ataques do Governo Chinês a religiosos cristãos na China. O país volta a mostrar o que eles realmente são: comunistas.

Eu menciono isto não apenas porque sou cristão e penso que qualquer um deve ter sua religião e direito ao culto. Eu menciono isto, porque na verdade a China tem um regime totalitário, com uma “falsa” aparência de tolerância.

Os mais “experientes” vão se recordar do Massacre da Praça da Paz Celestial. Um movimento popular contrário a algumas decisões do governo.  O conflito acabou em um massacre assistido pelo mundo todo. Obviamente este tipo de “problemo interno” não impede que as outras nações busquem adquirir os produtos chineses. Mas o comércio não é o assunto deste texto.

O fato é que o regime chinês é um regime dito, socialista comunista, ditatorial. Eles tem uma “certa admiração” porque o modelo econômico chinês é muito próximo a um modelo capitalista, mas o controle do Estado permanece. E obviamente contam com o fato de terem uma quantidade enorme de pessoas que podem trabalhar por salários pequenos e sem quaisquer direitos. No momento que os trabalhadores chineses tiverem previdência ou exigirem direitos como os trabalhadores ocidentais, o modelo chinês desmorona. Mas isto não vai acontecer, pois o regime é comunista e no momento que os trabalhadores chineses exigirem algum tipo de direito, as manifestações serão “abafadas” do mesmo modo que tantas outras.

O outro assunto é a questão da Venezuela. O sonho socialista de Chavez ruiu. O povo que antes admirava  o seu líder caiu em si e agora foge pelas fronteiras. Os que ainda não fugiram, devem contentar-se com as filas para obterem pão e convivem com a violência que se alastra em todos os lugares. Junto com isto, uma inflanção que se estima estar da ordem de 1000% ao ano.

Alguns vão culpar os Estados Unidos, aliás, era o que fazia Chavez quando ainda vivo e o que faz Maduro. Culpam os “yankees”, mas não falam ao povo que foram eles mesmos que “expulsaram” o dinheiro estrangeiro que tanto precisam, através de intervenções nas empresas privadas de todos os portes e de todas as áreas.

Voltando ao Brasil, eu gostaria de perguntar:

  1. Onde estão os intelectuais brasileiros, os artistas, os sindicalistas que tanto defendiam o governo de Hugo Chavez?
  2. Porque os candidatos do PT e de partidos similares (PC do B, PSOL, etc) que se solidarizam com estes modelos de governantes, não mencionam a Venezuela?
  3. Porque estes candidatos não mostram as reais intenções para com o modelo socialista e principalmente, o que realmente pode acontecer com o governo do Brasil se for seguido um modelo similar ao destes países?
  4. Talvez seja importante alertar, principalmente aos mais jovens, que governos socialistas gostam de revoluções ANTES DE TOMAREM O poder. Após tomarem o poder, estes governos DETESTAM quem se manisfesta contrariamente. Vejam os exemplos da Revolução Cubana, Revolução Russa, China e Venezuela. Sem esquecer da Nicaraguá. Este tipo de ideologia permite a democracia apenas ANTES. Depois que eles estão no poder, não tem democracia.
  5. Falando em democracia, estes líderes da esquerda falam tanto do “Golpe Militar” ou da Ditadura Militar. Você sabe como Hugo Chavez chegou ao poder ? Você sabe como Fidel Castro chegou ao Poder?  Você sabe como Mao Tsé Tung chegou ao poder?  Não foi através do voto popular. Não foi através da democracia.

 

Então, meu caro leitor, pense bem onde estará o seu voto. Cuide bem em quem você vai votar. Se você acha que existe influência estrangeira em partidos de direita ou de centro, veja quais são as influências dos partidos de esquerda.

Cuide da sua liberdade, e não me refiro apenas liberdade religiosa. As pessoas em Cuba, China, Venezuela não são livres. Elas tem que ter autorização para deslocamentos, não podem fazer várias opções. Bem, na China a Internet é vigiada.

Algo interessante é que os sites do Uol e Terra não noticiaram a “radicalização ” recente da China. Fico com a pergunta: porque eles não noticiaram isto?

Eu inclui nos links abaixo a noticia de uma nova lei para os direitos humanos onde a OAB avalia como perigosa para a liberdade de imprensa e com censura. Esta lei foi proposta durante o governo Lula e tinha no meio de melhores propostas para assuntos como aborto, e reintegração de posse, estava no meio da lei, RESTRIÇÕES a IMPRENSA.

Se o governo era tão “democrático” e queria “tantas liberdades”, porque restringir a imprensa?  Porque governos totalitários SEMPRE controlam a imprensa.

Por isto, meu caro leitor e eleitor, avalie bem o seu voto. Cuidado com ideologias que se dizem estar próximas de você, que querem ajudar o povo. Estas ideologias podem estar querendo controlar você, controlar o seu trabalho.

Pergunte a um trabalhador chinês o que ele faz quando está doente. Você acha que o governo oferece saúde e atendimento para todos?

Pergunte a um trabalhador chinês como ele se aposenta.

Pergunte a um venezuelano que está fugindo de seu país se ele ainda acha que Hugo Chavez fez algo certo.  E observe que ninguém da esquerda está elogiando o governo na Venezuela, mas anteriormente o governo do PT apoiava o governo de Chavez.

O fato é que se sabemos o que está acontecendo, para o bem e para o mal, deve-se a liberdade de imprensa. Se alguém é contra, é porque não quer que você fique sabendo de algo.

Por isto, analise bem qual é a ideologia que está por trás de seu candidato.

 

A seguir, alguns links com mais informações, incluindo alguns links para lembrar do Massacre da Praça da Paz Celestial

Gazeta do Povo – China radicaliza e queima igrejas

Fox News – em inglês – Chinese official burn bibles and closes churches

G1.globo.com – Autoridades chineses derrubam igreja evangélica

Notícia de 2010 – Plano de direitos humanos enfrentará resistência no Congresso

Estadão – Ameaça a liberdade de imprensa

Gazeta do povo – Plano de Lula prevê a legalização do aborto e do casamento gay” Leia mais em: https://www.gazetadopovo.com.br/vida-publica/plano-de-lula-preve-a-legalizacao-do-aborto-e-do-casamento-gay-bh8cfxe3xtoeembwhvw8kvln2/ Copyright © 2018, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados. – Problemas com liberdade de imprensa

“O PT quer acabar com a liberdade de expressão e o direito à informação, diz jornal”

Observatório da imprensa – O PT e o controle da mídia

Para lembrar – homem x tanque no Massacre da Praça da Paz Celestial

Que fim levou o homem que desafiou tanques   

Arquivo N – Massacre da Paz

MUITO INTERESSANTE: Entenda o problema da crise na Venezuela As origens da crise na Venezuela

Como cristãos lutam em tempo de crise : Cristãos orando na rua na Venezuela

Algumas declarações de uma cubana  Cubana de 17 anos, professora venezuelana contam os horrores do comunismo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado em Política, sociedade | Deixe um comentário

Díscipulo de Jesus

Depois de um bom tempo sem escrever aqui, decidi escrever algumas linhas.

Às vezes fico pensando sobre ser um díscipulo de Jesus.  Nós podemos ler na Bíblia sobre o comportamento dos díscipulos de Jesus. Basta ler  nos 4 evangelhos e também no livro de Atos de Apóstolos.

Díscipulo é aquele que aprende  e que passa a ser um seguidor. Nossa mente ou palavras tem dificuldade em traduzir isto. Mas podemos pensar que díscipulo é aquele que segue um mestre e aplica os ensinos do mestre.

Pois bem,  ser um díscipulo de Jesus é aquele que aplica os ensinamentos de Jesus em suas ações, palavras, etc.

O interessante é que a  Palavra de Deus é franca e simples em mostrar como é o homem.

E a Bíblia então nos mostra como eram os díscipulos de Jesus. Vemos sinais de alegria, espanto, vingança, orgulho

Alegria:

E, dizendo isto, mostrou-lhes as suas mãos e o lado. De sorte que os discípulos se alegraram, vendo o Senhor. João 20:20

E voltaram os setenta com alegria, dizendo: Senhor, pelo teu nome, até os demônios se nos sujeitam.  Lucas 10:17

Espanto:

Mas Pedro perseverava em bater e, quando abriram, viram-no, e se espantaram. Atos 12.16

Desejo de vingança :

E os seus discípulos, Tiago e João, vendo isto, disseram: Senhor, queres que digamos que desça fogo do céu e os consuma, como Elias também fez? Lucas 9:54

Desculpas (para não fazer o bem ou anunciar o Reino de Deus)
Disse também outro: Senhor, eu te seguirei, mas deixa-me despedir primeiro dos que estão em minha casa.  Lucas 9:61

Medo

E eles, espantados e atemorizados, pensavam que viam algum espírito.
E ele lhes disse: Por que estais perturbados, e por que sobem tais pensamentos aos vossos corações?  Lucas 24:37,38

Orgulho (ou senso de grandeza)

E ele diz-lhe: Que queres? Ela respondeu: Dize que estes meus dois filhos se assentem, um à tua direita e outro à tua esquerda, no teu reino. Mateus 20:21

E houve também entre eles contenda, sobre qual deles parecia ser o maior. Lucas 22:24

Se os Discípulos de Jesus eram assim, como nós, que cremos nEle pela fé podemos ser?

Somos tão “humanos” no sentido negativo! Como poderemos mais parecidos com Ele?

Então me lembrei de um cântico. Uma música, que na verdade é uma oração em forma de poesia que me ajudar a perceber e entender como deve ser um díscipulo.
Decidi então compartilhar aqui, para sua (sim leitor, a sua ) reflexão. Que possamos juntos, desejar ser um pouco mais díscipulos de Jesus.

Talvez seja uma boa oração pela manhã! Será que poderíamos ser mais parecidos com Ele, para sermos cristãos um pouquinho melhores?

Será que deveríamos confiar mais um pouco no Senhor , assim como Jesus confiava?

Será que não devemos estar um pouco mais atentos à voz do Senhor?

Fica aqui o convite para mim e para você . Ouça a música !

Deus o abençoe, em Cristo Jesus

Vídeos compartilhados – eu não detenho os direitos autorais.

Música de Asaph Borba; não tenho  a informação de quem é a cantora. 

Ensina-me

Outra versão com Coral e Orquestra – AD Osasco

Ensina-me (versão coral e orquestra)

 

 

 

Publicado em Vida Cristã | Marcado com , , | Deixe um comentário

Billy Graham – empreendedor

Billy Graham

Eu tenho grande apreço pelo pr. Billy Graham. Semana passada o grande pregador pr. Billy Graham faleceu, ou melhor, nas palavras dele mesmo “está mais vivo do que nunca”.

Pastor Billy Graham foi um grande exemplo, principalmente para líderes e pregadores. Aliás, pregadores, vejam mais as mensagens de Billy Graham!!! Os bons entendedores compreenderão.

Eu deveria e nós deveríamos ser mais parecidos com pr. Billy. Ele era simples, humilde, desprendido das coisas materiais. Isto não significava que ele não se interessou pela tecnologia, pelo assuntos gerais, pela paz mundial. Pastor Billy era o cristão que impactava quando chegava e pelo que fazia. Sua fama chegava antes. Todos sabiam o que esperar ao encontrar pr. Billy. Se um presidente chamava pr. Billy, era porque sabia que viria um bom conselho e uma oração pedindo sabedoria ao aconselhado. Se um jovem procurava pr. Billy, sabia que poderia falar que seria ouvido, mas também esperava boas palavras.  Se você ouvisse que pr. Billy iria pregar na sua cidade, você sabia que poderia convidar pessoas para ouvir pr. Billy, porque ninguém iria olhar para o pr. Billy, porque pr. Billy  era simplesmente Billy. E ele iria pregar Jesus.

Encontrei este artigo na Forbes a respeito do pr. Billy.  E fala sobre Billy empreendedor!! O Artigo merece a leitura, pois fala de assuntos para empreendedores, o que não parece muito com a visão de um pregador. Mas na verdade está totalmente relacionado. Empreendedorismo e liderança não está relacionado apenas com ganhar dinheiro. No caso de Billy, seu interesse era em ganhar, ganhar almas.  E ganhar muitas almas para Cristo!!

Leia o texto. Penso que fará muito sentido para sua vida cristã e profissional.

Link para artigo da Forbes (em inglês)

Compartilho também sua palestra em 1998 no TED

Billy Graham no TED (em inglês)      Billy Graham no Ted (dublado)

Na verdade Billy era daquele jeito porque ele se parecia muito com aquele que ele  pregava, Jesus! E então, uma pergunta me alerta: com quem eu estou parecendo?

E você? Com que estamos nos parecendo? Quem vêm nos inspirando? Quais são nossas referências?  Perguntas que devem ecoar dentro de nós.

Termino este artigo… bem, na verdade não termino. Não concluo nada, porque a conclusão vêm com as respostas das perguntas feitas acima. Se Billy estivesse aqui, tenho certeza que ele responderia claramente com quem eu deveria parecer.

 

 

Publicado em Sem categoria / Uncategorized, Vida Cristã | Marcado com , | Deixe um comentário

Trânsito – novas mudanças

Alterações na legislação de trânsito vão “tocar” no bolso do cidadão.

As informações divulgadas por vários sites (ver links abaixo) mostram que a legislação ficará mais rígida.

Esta definido pela resolução 706/2017.  Desde a mudança do código de Trânsito estavam previstas multas e punições, entretanto não havia regulamentação. Agora, há!

Deixo claro que sou adepto de maior segurança no trânsito. Sou também adepto de punições mais rígidas porque a impunidade, infelizmente, é o motivo de mau comportamento de vários motoristas.

Uma alteração que eu gostei muito é que motoristas alcoolizados que matarem no trânsito poderão pegar penas mais duras de prisão e não poderão fazer trabalhos comunitários. Eu gostei!

Agora, existe uma parte muito polêmica quanto a multas aplicadas para pedestres e ciclistas.

Pedestre que não andar na faixa poderá ou será multado. Apesar de ser bom, isto é muito polêmico! Várias cidades no país, e incluem-se capitais e grandes centros, não tem faixa de pedestres em todos os cruzamentos. Muitas vias não tem sinalização para que o pedestre possa atravessar. Várias avenidas e estradas não tem passarelas e também não possuem faixas para pedestres.  O Artigo 69 diz que a faixa deverá estar até a 50 m do pedestre para que este use-a. Mas quem vai marcar a distância que o pedestre está atravessando até onde está a faixa?  Se não houver faixa e o pedestre está a mais de 50 m da faixa, ele pode atravessar a via onde quiser? Como o pedestre deverá fazer?  O que vai acontecer se eu for atravessar a rua em lugar proibido? Quem vai fazer a multa?  E se eu não pagar a multa, serei preso?  Meu nome vai para o SERASA?

O outro detalhe é quem vai multar? As Secretarias de Trânsito municipais?

Eu vivo em uma grande cidade, considerada por alguns como modelo. Entretanto o pessoal da secretaria de trânsito sabem apenas multar no uso do estacionamento regulamentado. Quando há um problema no trânsito, não sabem sinalizar com regras simples. Exemplo: quando em um cruzamento e há um policial sinalizando, este tem supremacia sobre os demais equipamentos (semáforos e placas). Este policial deverá sinalizar adequadamente para que o trânsito pare e siga de modo apropriado. Então ele deve sinalizar com o braço na horizontal quando os carros deverão parar; ao fazer a mudança ele deve levantar o braço e este deverá estar na vertical, indicando “atenção” e depois fazer o movimento com o braço estendido e em movimento para mostrar que está permitido seguir nesta direção e sentido. Quando for mudar novamente, deve mostrar o braço na vertical em sinal de “atenção” (corresponderia a cor amarelo no semáforo).

Bem o fato é que eles não sinalizam todos os procedimentos. Por vezes se confundem. E não foi apenas uma vez que fiquei em um impasse se deveria prosseguir ou não porque a sinalização não estava adequada.

Quanto aos ciclistas, haverá um rigor maior quanto ao uso da calçada. Particularmente concordo, pois muitas vezes os ciclistas estão sobre a calçada, juntamente com pedestres. e penso que não é apropriado. A nova legislação mostra que se não houver pista própria, eles deve seguir juntamente com os carros e no mesmo sentido. Agora, não fica claro se os ciclistas devem estar em fila “indiana” (uma atrás do outro) ou se eles podem estar um ao lado do outro e ocupando toda a pista.  E se o ciclista estiver em uma estrada, ele deve seguir pelo acostamento ou pela pista dos carros?

E por último, não percebi nenhuma campanha de conscientização. Estas alterações referem-se a comportamento das pessoas mas não há orientação.

Eu concordo, infelizmente, que enquanto não mexem no bolso  não há mudança, mas é um absurdo não haver uma campanha direta e objetiva, esclarecendo que o fato maior não é a multa, mas sim o cuidado com o cidadão.

E como comentei com um simples exemplo acima, falta infraestrutura. Deseja-se aplicar uma legislação de país desenvolvido em um país sub desenvolvido.

O problema é que parece uma “fábrica de multas” … Isto é Brasil.

Informações de vários sites de notícias:

Código de Trânsito Brasileiro

resolução 706/2017.

G1- Multa para pedestres e ciclistas

G1 – Multa para pedestres e documentos digitais

Metro – Atenção! Multa para pedestres e ciclistas passa a valer este ano

Paraná Portal – Pedestres e ciclistas poderão ser multados em 2018

Publicado em Sem categoria / Uncategorized, sociedade | Marcado com , | 1 Comentário

Reforma Protestante 500 Anos – exposição na Biblioteca Nacional

Descobri este link por acaso ao acessar o site da Biblioteca Nacional em sua versão digital.

A Biblioteca Nacional criou uma exposição virtual referente aos 500 anos da Reforma Protestante.

É um relato histórico social da obra de Lutero, do seu momento histórico e dos impactos que a Reforma Protestante proporcionou na sociedade e no mundo e no Brasil.

Contém textos, figuras, desenhos, mapas. Muito interessante!

Para aqueles que se interessam por história e conhecimento, tenho certeza que como eu, emocionar-se-ão ao ver acessar o texto de uma Bíblia alemã de 1692 (que tem seu conteúdo completo disponível)  ou uma Bíblia dedicada à princesa Izabel pelas senhoras da Sociedade Bíblica de Nova York.

Acessem o link, compartilhem com amigos e estudiosos. Deixe seu comentário na área abaixo do texto.

Lutero e a reforma

Espero que seja útil em seus estudos!

Soli Deo Gloria!

Outros links:

Site da Biblioteca Nacional Digital : http://bndigital.bn.gov.br/

Site da Biblioteca Digital: https://bn.gov.br/

Publicado em Ensino teológico, sociedade, Vida Cristã | Marcado com , | 1 Comentário

Natal 2017

E chegou mais um Natal.

Correria, compras, prestações, endividamento. Músicas natalinas que ninguém ouve. Pianistas em shoppings que ninguém presta atenção.

Pais fazendo sacrifícios financeiros para comprar brinquedos que os filhos querem. Filhos que pensam que Papai Noel existe mesmo

Crianças que escrevem para o Papai Noel e que o pessoal do Correios se encarrega de procurar Papais-Noéis para estas crianças.

Mas onde está o aniversariante?

Psiu!! não fala nele não. Não é correto. Não está vendo os filmes da TV?! Ninguém fala de Jesus? Não está vendo nas lojas? Não tem nada relacionado com Jesus, apenas com o Papai Noel.

É interessante. O principal objetivo da celebração do Natal é a lembrança de que o maior presente de Todos foi enviando por Deus para nós: Jesus, chamado Cristo.

Meu desejo nesta época é que você lembre-se do aniversariante ilustre e que o Natal seja um momento em família, com alegria, troca de presentes mas também um momento de agradecimento pelo maior presente, que é  o amor de Deus em formato de homem, Jesus!

Sugiro que antes ou após a Ceia de Natal, reunam-se com a família, com as crianças e leiam o texto bíblico em Lucas 2. 

Feliz Natal! Merry Christmas !! Buon Natale !  Frohe Weihnachten

mas também cabe um Maranata! Ora vem Senhor Jesus 😉

 

Publicado em sociedade, Vida Cristã | Marcado com | 1 Comentário