A indústria da comida 2

Para aqueles que viram meu post anterior, com o vídeo “A indústria da comida”  com certeza se assustaram..

Eu não sei qual é ou onde foi gravado o filme. Aparentemente foi filmado em vários lugares.. Uma das indústrias parece ser uma indústria em um país asiático, como China ou Coréia, mas é difícil dizer com certeza.

Nunca visitei uma indústria similar no Brasil, mas não penso que nossos frigoríficos sejam muito diferentes.

Também não pude deixar de lembrar do filme Matrix quando vi a cena dos  porquinhos mamando. Se vocês perceberam bem, as porcas estavam “presas”, algumas inclusive com sua pele do dorso machucada. O simples trabalho ali era fornecer leite para os porquinhos. A comida das porcas era “injetada” em suas bocas .

O sistema é todo industrial, serial.. muitos trabalhadores preparando cortes de carnes e tudo o mais.

Obviamente alguns ativistas vão comentar e dizer que devemos  parar de comer carne ou tomar leite por conta da indústria. Este é um assunto que eu evito entrar, porque as dicussões são mais acaloradas pela emoção do que pelo conhecimento e razão. Mas o detalhe é que a comida “chega” para nós assim porque a culpa é nossa.

Como assim a culpa é nossa?

Simples.

Nosso dia-a-dia é corrido .. e por conta disto, pensamos em fazer tudo corrido, tudo rápido e não pensamos . E por conta de todo o trabalho que temos a nossa volta, acabamos por optar pela comida fácil, mas saborosa. Não olhamos de onde, o que contém e nem sequer o preço.. Simplesmente, compramos.

Um exemplo simples : pizza pronta. Várias marcas prontas.. só colocar no micro-ondas ou no forno e temos uma pizza prontinha, com aquele cheiro de “fome”.. Mas não olhamos na embalagem sobre a quantidade de conservantes, sódio e outras coisas que permitem que aqueles ingredientes conservem-se até o dia que serão consumidos e principalmente , tenham sabor extremamente agradável, para que  eu consuma novamente aquele produto.

Este é um alimento industrializado, com valor nutritivo pífio e que não vai agregar nada a você, além de “matar” sua fome. Mas por conta do tempo e de nosso paladar nós compramos.

Se fosse para preparar uma pizza em casa, meu Deus, que trabalho. Preparar massa (não tem trigo ou fermento em casa), cortar o queijo, presunto e tomate. Uma ou duas  horas pelo menos de preparação para poder comer em apenas 15 minutos. É MUITO TRABALHO !

Por conta deste “trabalho”, acabamos por favorecer a longo prazo várias doenças advindas dos alimentos industrializados. E não somente isto, alimentamos a indústria voltada puramente ao consumo, que não se importa com o tratamento dos animais ou com o resultado final, desde que entrem alguns dólares ou reais a mais.

Cabe aqui também que há necessidade da indústria. Um exemplo simples é o leite que tomamos. Ele precisa passar por um processo denominado pasteurização, que tem seu nome em homenagem ao cientista que o desenvolveu – Luis Pasteur. Neste, a indústria entrega aos consumidores um leite adequado para o consumo, que é muito melhor que o leite in natura, mantendo suas propriedades nutricionais.

Mas porque há indústria tão forte ? Porque há consumo destes alimentos.. gerando toda uma cadeia de fornecedores, impostos até chegar na nossa mesa. E dependendo do governo isto é mais ou menos incentivado. Os Estados Unidos tem-se acordado para o problema devido a alta taxa de obesos no país. E o Brasil está entrando na mesma linha . Não somos mais um país de praia e sol, mas sim um país de gordinhos

Uma simples busca no site do Ministério da Saúde aponta vários programas devido a esta preocupação.

O problema das doenças causadas por alimentação indevida é que elas não tem uma cura, elas tem apenas controle. Não se cura de diabetes, não se cura de pressão alta.. você apenas controla.. E ainda controlamos, porque o risco de morte é grande.

Aqui talvez entre um outro ponto polêmico: será que a indústria farmacêutica não quer que continuemos a comer mal porque desta forma sempre terá um mercado consumidor ? Fica no ar esta dúvida.

Bem, este post é um alerta .. Não sou nutricionista, mas tenho observado os hábitos alimentares das pessoas e também conversado e percebido que estamos caminhando para algo bem ruim. Tenho visto as crianças e adolescentes “gordinhos” e isto não é um bom sinal. Antigamente minha avó falava que se estivesse gordinho, eu estava saudável. Hoje, isto não vale mais.

Cabe aqui uma ressalva: eu não posso afirmar que pessoas obesas ou gordas não são saudáveis. Existem pessoas magras que tem pressão alta ou colesterol alta. Apenas obesidade é um indicador .. e este indicador pode indicar outros problemas. Consulte seu médico. Eu sou blogueiro e não médico!

Porque falar de obesidade em um blog com conteúdo cristão  ?
Simples: Porque nossos corpos são templos do Espírito Santo !!

Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?

http://www.bibliaonline.com.br/acf/1co/6/19

Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.
1 Coríntios 6:20

Parece-me óbvio que devemos zelar pelo nosso corpo. Não apenas pela aparência, mas pela disposição. Se você está saudável, estamos dispostos, animados e alertas. E isto tem seu significado prático nas atividades do dia-a-dia e nas atividades que sejam para o Reino de Deus, desde ir aos cultos, evangelismo passando pela assistência social e comunhão com os irmãos.

Espero que este post seja útil.

Como é sua alimentação ? Você costuma comer alimentos crus ou prefere alimentos industrializados ?

Outros links:

http://obesidadenobrasil.com.br/

http://www.brasilescola.com/saude-na-escola/conteudo/obesidade-no-brasil.htm

A dica é preferir alimentos in natura ou não-industrializados ou não processados. E consulte seu médico ou nutricionista e praticar atividade física regularmente.

Abaixo alguns links da OMS (Organização Mundial de Saúde) e de outros blogs e matérias na internet sobre o assunto.

  1. Doenças causadas pela má alimentação
  2. OMS quer informes claros sobre alimentos industrializados
  3. Doenças de boca originadas pelo excesso de comida industrializada
  4. Obesidade
  5. Porque optar por alimentos não industrializados
  6. Não aos alimentos industrializados

Abraços e cuidem-se

Anúncios

Sobre Abimael Jr

Cristão evangélico pentecostal, membro e presbítero da igreja Assembléia de Deus. Doutorando em Engenharia Mecânica. Tentando falar um pouco sobre Deus, Jesus Cristo e nossa vida cristã diária. Mas também falando de vários outros assuntos como Tecnologia, Política, Sociedade, Cidadania, Sexo, Tabus e até do tempo (será que vai chover hoje?).
Esse post foi publicado em Sem categoria / Uncategorized e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s