Estado do PR assina acordo com Microsoft – lamentável

O titulo deste blog não teria nada de mais se o Estado do Paraná não tivesse um acordo para desenvolvimento de tecnologias em Software Livre.

Eu já havia previsto isto há alguns anos, porque na verdade estas parcerias sempre estão ligadas com a linha do Governo que está no poder. Como o PSDB está no poder no Paraná, já se percebe qual é a linha.

Quero deixar bem claro que eu não apoio este ou  aquele  governante (pelo menos não neste blog), mas a iniciativa dos governos anteriores em fortalecer o uso de Software Livre fizeram com que o governo economizasse em muito.

Um simples cálculo que o leitor pode fazer é sobre o uso de computadores nas escolas públicas estaduais. Atualmente estas máquinas executam Linux, com vários softwares livres ou “open source” em uso. Imagine quanto custariam as licenças de todos os computadores se estes rodassem Windows ? Pode escolher um valor baixo por licença, por exemplo, R$50,00. Quanto seriam gastos apenas para que o computador “funcionasse” , sem contar o pacote de escritório (editor de texto, planilha eletrônica e gerador de apresentações).

Outro ponto importante : o hardware. Com Linux, é possível customizar o sistema operacional para executar em máquinas não tão sofisticadas. Isto significa que fazendo uma atualiazação para o Sistema Operacional da MS, pode-se demandar uma nova aquisição de máquinas simplesmente porque o Sistema Operacional não funciona nas máquinas com configuração mais simples. Como exemplo, talvez, o leitor deste post talvez já tenha passado pela experiência de estar com um sistema operacional e depois de atualizar para o “mais recente lançamento ” , percebeu que sua máquina ficou mais lenta e passou a dizer “minha máquina está uma carroça depois que atualizei para o …” . É isto que acontece com sistemas proprietários.

Então esta atitude do governo não me entristece porque fica claro a posição sobre o Software livre, mas me incomoda pelos altos custos que isto trará no futuro aos cofres do Estado para pagar algo que necessariamente NÃO precisa ser pago, principalmente porque é o dinheiro do meu e do seu imposto.

Este post foi baseado na notícia vínculada aqui  e também no Diário do Estado

“Beto Richa assina fim do software livre no Paraná”

Leia esta matéria e entenda porque este acordo não necessariamente traz inovação.

Anúncios

Sobre Abimael Jr

Cristão evangélico pentecostal, membro e presbítero da igreja Assembléia de Deus. Doutorando em Engenharia Mecânica. Tentando falar um pouco sobre Deus, Jesus Cristo e nossa vida cristã diária. Mas também falando de vários outros assuntos como Tecnologia, Política, Sociedade, Cidadania, Sexo, Tabus e até do tempo (será que vai chover hoje?).
Esse post foi publicado em Política, Tecnologia e marcado , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Estado do PR assina acordo com Microsoft – lamentável

  1. Elton Pereira disse:

    Compartilho da sua opinião, meu amigo. Esse é um erro não só de gestão, mas um enorme buraco e brecha para mais licitações, então já sabemos onde vai dar tudo isso. Mais licitações, mais oportunidades de desvio de dinheiro e compras de software e estações superfaturadas. Um abraço!

    Curtir

  2. Juvenal disse:

    Não acreditava muito no Linux, até ver os resultados, via colega gerente do Banco do Brasil, pois essa instuição bancária passou a utilizar o Suse Linux como plataforma de desenvolvimento de novas aplicações desde o primeiro governo Lula. Fui também usuário do Ubuntu, e confesso que fiquei impressionado com a plataforma. O maior problema, rodar aplicativos CAT e de localização de software desenvolvidos exclusivamente para Windows sob o Linux resolvi utilizando plataforma virtual, no caso o VMWare.

    Curtir

    • Abimael Jr disse:

      Olá Juvenal.. Obrigado por seu comentário.
      Acho que um exemplo interessante é o da Léa, minha esposa. Quando instalei o Linux em meu desktop e ela foi utilizar pela primeira vez,
      ela disse “puxa, como é rápido isto”. Hoje ela não sente mais falta do Windows para nada. O detalhe é o hardware era o mesmo, as funcionalidades para um usuário comum são as mesmas
      e tudo licenciado normalmente com licenças que permitem que eu utiliza os programas.
      Realmente, quando você tem programas que são exclusivamente Windows e que não tem seu “par” para Linux, você precisa utilizar
      virtualização com VMWare ou Virtual Box (Patrocidado pela Oracle).
      Alguns programas podem ser executados com um programa chamado Wine http://www.winehq.org/ .
      O problema apresentado em meu post é que o governo do estado já possui expertise e um ambiente totalmente baseado na plataforma livre e
      que permite que ele utilize muitas ferramentas para o seu dia-a-dia sem precisar pagar nada e ainda ajudando outros governos.
      Um exemplo de sucesso é o Expresso, plataforma de mensagens e agenda (entre outras funcionalidades), desenvolvida sobre uma plataforma livre. Qualquer prefeitura ou empresa
      pode baixar o software no site do governo e instalar em um servidor “simples” e ter seu próprio ambiente de emails e agenda.
      Provavelmente, a MS vai “empurrar” o Exchange e o governo terá que pagar as licenças.
      Obrigado mais uma vez por comentar.

      Curtir

  3. Pingback: Nasa migra computadores de Windows para Linux | Pensamentos e viagens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s