Falando da cultura no Brasil

Em vídeo do ator Pedro Cardoso no programa Sem Censura, critica duramente o formato da dramatização, principalmente da tele dramaturgia brasileira (link abaixo) .

Ele traz a tona assuntos interessantes  para o “cidadão comum” sobre como os “patrões” (palavra usada pelo ator) prostituíram a classe artística no Brasil.

É interessante, porque tem-se um ator, “teoricamente” pertencente a classe, onde pensa que a arte deve permitir ou deve permitir-se qualquer coisa sem preconceitos e tudo o mais. Mas ele vai contra a pornografia na arte ou tele dramaturgia, mencionando ainda que tem “dificuldades” ao ver um programa com suas filhas.

Achei o tema apropriado. Estamos acostumados a mencionar que os filmes brasileiros são filmes cheios de sexo. Fala-se muito dos programas e tele novelas brasileiras que simplesmente mostram cenas de sexo (como o entrevistado mesmo fala) as 19:00.

Os evangélicos, classe que eu pertenço, são acusados de “extremo pudor”, de radicalização,

de conservadorismos e de caretices . Somos acusados porque simplesmente pensamos que precisa-se ter um mínimo de cuidados com o corpo, justamente para que não exista simplesmente um tratamento da mulher como objeto sexual do homem. Quando nos manifestamos contra pornografia na TV ou (vamos melhorar um pouco) sexo exagerado na TV, somos tratados como chatos, retrógrados e conservadores.  Ok, eu aceito este estigma que você quer me colocar.

Agora, estamos vendo um ator que se manifesta contra justamente isto. Então, eu estou vibrando, porque não é um “crente chato falando”, mas sim um ator consagrado na dramaturgia brasileira, tanto em televisão quanto no teatro, e este ator está incomodado com o excesso de sexo e com o tratamento de objeto que a mulher recebe na dramaturgia brasileira. Belíssimo ! Bravo !

O lamentável é percebermos que fomos ou somos expostos a isto tudo porque alguém deseja ganhar dinheiro com isto. Pior: jovens, moças, senhoras são constrangidas a fazerem o que dizem para fazerem porque simplesmente não há outra opção e é imposto uma “doutrinação” de que fazer arte é sempre mostrar o corpo em “pornografia disfarçada”.

Eu não quero passar uma imagem de falso moralista ou alguém assexual. Não é isto. Sou contra a mulher ser submetida a uma posição onde a mulher é colocada como objeto sexual. Eu concordei com o ator. Bravo!

O que você acha ? Comente abaixo.

Compartilhe utilizando  os botões.

 

Links

Vídeo com a entrevista de Pedro Cardoso no Sem Censura

 

 

 

Anúncios

Sobre Abimael Jr

Cristão evangélico pentecostal, membro e presbítero da igreja Assembléia de Deus. Doutorando em Engenharia Mecânica. Tentando falar um pouco sobre Deus, Jesus Cristo e nossa vida cristã diária. Mas também falando de vários outros assuntos como Tecnologia, Política, Sociedade, Cidadania, Sexo, Tabus e até do tempo (será que vai chover hoje?).
Esse post foi publicado em sociedade e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s